Corticoterapia e Comportamento Suicidário – um caso clínico

Publication Year:
2015

No metrics available.

Repository URL:
http://hdl.handle.net/10400.4/2160
Author(s):
Silva, S; Madeira, N
Tags:
Corticosteróides; Glucocorticóides; Suicídio
article description
Os corticosteroides são medicamentos muito usados no alívio de sinais e sintomas derivados de muitas doenças, incluindo as inflamatórias e autoimunes, e são os anti-inflamatórios/imunossupressores mais frequentemente prescritos em todo o mundo. Contudo, os corticosteroides podem também induzir efeitos adversos significativos. Consequências neuropsiquiátricas graves, incluindo psicose, mania, depressão, delirium, compromisso cognitivo, suicídio e tentativa de suicídio têm sido reportadas. Estes efeitos adversos ocorrem em até 60% dos doentes sob corticoterapia. Ainda assim, a previsão de tais efeitos é difícil, e os riscos variam com a idade, género, posologia, antecedentes psiquiátricos e alguns marcadores biológicos. Apresentamos um caso clínico de um doente sem antecedentes psiquiátricos, que faz uma tentativa de suicídio durante o tratamento com corticosteroides, e realizamos uma revisão da literatura usando a base de dados PubMed. A educação, tanto dos doentes quanto das suas famílias, acerca destes eventos adversos, e o aumento do nível de alerta por parte dos médicos acerca da sua ocorrência, poderá facilitar uma monitorização mais rigorosa. Quando a redução da dose de corticoterapia não for suficiente para o controlo da sintomatologia, será importante o tratamento sintomático com psicotrópicos.